quarta-feira, janeiro 17, 2018

As bolsas de valores estão bombando em 2018. Isso deve ser bom sinal para 2018.


O ano começou bem. As bolsas mundiais estão todas subindo bem, com força.
Dow Jones bateu recorde e a sintonia espalha. Aqui no Brasil Bovespa bate 80 mil, e ronda este patamar há algum tempo.

Quem quiser ver as Bolsas Mundiais- Clique aqui

Quem quiser acompanhar Bovespa - Clique aqui

O mercado sempre se antecipa as boas notícias e as projeções na economia. O que está acontecendo?

O Brasil acompanha o ritmo global, que começa a retomar o vigor de seu ciclo de prosperidade que foi abalado em 2008. Nova onda positiva? Pode ser.

Só fatores exógenos podem mudar o clima. O gordinho maluco que parece tomar jeito é um dos vetores positivos (eu acho), e ele não fizer bobagem ou não tiver alguma outra catástrofe (econômica por erros de algum país) global, 2018 parece que irá bem. Tomara.
 Aqui a economia surpreendeu pelos bons indicadores atingidos. Longe do ideal, precisamos de muito mais, mas já retomamos o caminho certo.
Inflação baixa, indústria e transporte se recuperando, serviços com boas perspectivas, estou otimista.
Aqui ainda falta acertar as contas públicas, muita irresponsabilidade com os gastos públicos que mesmo após a saída do irresponsável PT ainda continua. Infelizmente,

Vamos acompanhar.

E ai? Perguntaria alguém, o que você faria?
Eu já operei muito com bolsa, hoje estou distante (mas louco para voltar).
Bolsa precisa de cautela e acompanhamento de profissional.
Pensar em médio e longo prazo. Analisar as ações de empresas boas e rentáveis.
Fugir da jogatina e especulação, elas existem e dão liquidez a bolsa, fazem parte, pode dar muito dinheiro, mas pode fazer perder também, muito. Saia fora disso, a não ser que seja um jogador, mas mesmo assim, como nos jogos em geral, estude, pesquise e minimize o seu risco.

2018 promete ser um bom ano na economia aqui no Brasil e mundialmente também.
Aqui temos eleição e copa do mundo que sempre deixa o país em "slow motion", mas é parte de nossa cultura.
Particularmente em ano eleitoral as bolsas podem ser muito mais voláteis e suscetíveis a especulação, portanto é para ter cuidado com bolsa, em ano eleitoral é redobrar o cuidado.

Mas e ai? Invisto ou não?
Para quem nunca mexeu com a bolsa, sugiro pegar 10% do disponível para investimento, estudar algumas ações, depois buscar ajuda especializada e investir. Pensar em médio e longo prazo.

Sorte? Sempre é preciso, em tudo na vida, uma pitada dela. Acontece que ela vem para quem corre atrás dela.

Um assunto que vai deixar todos curiosos. O bitcoin Falaremos mais outra oportunidade, ainda estou estudando o assunto, mas não tem nenhuma relação com bolsa de valores, são coisas que se assemelham em alguns aspectos, mas diferem na sua grande maioria.

terça-feira, dezembro 26, 2017

O que aconteceu na economia em 2017 e para 2018?


Quase caímos no abismo depois do estrago populista, mas agora estamos saindo do buraco, ainda demora, mas já foi um alivio.
Como sempre faço, vamos conferir o que foi previsto e o que aconteceu.
Clique e veja 2016 para 2017: Clique e leia

Vamos ver as projeções para 2018:


Vejamos o que aconteceu:


Os indicadores são infinitamente melhores.
Saímos da recessão, dominamos a inflação, os juros caíram, os saldos melhoraram, tudo foi positivo.
Destaco para 2018 algumas coisas:
  1. Acho que os juros podem cair mais.
  2. A inflação e o câmbio podem ficar acima do previsto.
  3. PIB pode ficar maior
  4. Investimentos externos serão maiores.

Mesmo sendo ano eleitoral e de copa do mundo, que sempre atrapalham o Brasil, sou otimista para 2018.
Na questão política, apesar do Temer e os problemas políticos, conseguimos consertar algumas coisas graças a qualidade e competência da equipe econômica e da mudança de rumo.
Temos chance de continuar a limpeza e mazelas da política. Que continue assim.

Desejo a todos 2018 cheio de saúde e realizações. 

Viajo o mês de janeiro todo para China e EUA, trabalhando. Bom começar o ano assim. Tanks God